Escritas do fundo do mar

18
Jun 08



Um poema por dia
Faz-me rir na apatia
Faz-me ir onde não ia

Dá-me asas para voar no sonho
Muda-me o cinzento para azul risonho


Um poema por dia
Dá-me fome onde não comia
Dá-me luz para o que eu não via

Aquece-me do calor o coração
Faz-me do vazio o cheio do não


Um poema por dia
Solta da palavra o que não escrevia
Enche da alma o que já não queria

Faz da ida o saudoso voltar
Faz do regresso o sonho a alcançar


Um poema por dia
Aproxima do longe o que fugia
Afasta do medo a valentia

Dá-me da esperança o novo alento
Faz do escrever o melhor momento

Um poema por dia
Faz-me rir na apatia
Faz-me ir onde não ia
Bilhetado por Brunorix às 19:43

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

19
21

23
24
26
28

29


Bilhete Radiofónico

 

BILHETE`S DIVER
EMÍLIO DO BILHETE
bilhetedeida@gmail.com
BLIHETES PUBLICADOS

 

 

 

Encontrar Bilhetes