Escritas do fundo do mar

31
Jul 08
Beber da origem, ir ao amâgo da questão no berço da teoria. É a garantia de aprender melhor e com quem sabe. Havemos de lá ir!





Depois das técnicas dominadas, só temos que aplicar pelo mundo fora. Aqui fica o cardápio, é só escolher!





P:S. – Este é o resultado de estar a contar os dias que faltam…são 3!


Bilhetado por Brunorix às 16:20

21
Jul 08

Não sou. Tenho que reconhecer que não sou. Vou de vez em quando e não percebo muito do assunto. Sou um filho confesso do cinema e até me esqueço desta arte, que vem dois lugares antes da 7ª, sendo 5ª pelo manifesto.

No entanto, rendo-me às evidências das circunstâncias e presto a minha homenagem a 1h de energia e admiração. O fulgor de tanta personagem numa só pessoa, os diálogos a uma só boca, a variedade de expressões a uma só cara, o diferenciado guarda-roupa a um só lenço. O riso, o choro e todos os demais sentimentos antagónicos, couberam naquela brilhante interpretação da Carla Galvão - que merecia daqui um reconhecimento universal para todo o lado.

A acompanhar, um músico que tirava som de tudo e de nada. Que imaginação, que musicalidade em cada gesto pensado, qualquer objecto emitia um som puro e limpo de intenção. Até os sons próprios tinham nome. Quando se consegue estabelecer uma relação tão próxima com a música, atinge-se um patamar de plenitude emocional e transcendental ao alcance de muito poucos predestinados. Fernando Mota é um deles, e merece cada bocadinho de elogio multiplicado por tudo! Agradeço-lhe a riqueza de experiência que me proporcionou.

Contos em Viagem – Cabo Verde, foi talvez a emoção teatral mais intensa a que tive o privilégio de assistir. Se quiserem fazer um favor a vós próprios, tenham a inteligência de não perder esta peça por nenhum valor mais alto que se alevante!




09
Mai 08
Batida interior, descontracção concentrada e ritmo latente fazem parte, agora, da nossa volta semanal. Animamos stress e desfraldamos bandeiras de tensão, acumuladas pela rotina não dançada do dia-a-dia.

Pisámos treçolhos e experimentámos trambolhos, pois pés de dança nem a todos alcança. No entanto, satisfizemos vontade sentida e ânimo pensado. Aprazeríamos movimento sem tentação ritmada? Danço que não!

Estamos de volta!




Bilhetado por Brunorix às 18:35

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Bilhete Radiofónico

 

BILHETE`S DIVER
EMÍLIO DO BILHETE
bilhetedeida@gmail.com
BLIHETES PUBLICADOS

 

 

 

Encontrar Bilhetes