Escritas do fundo do mar

27
Fev 09
Mais um atraso neste Carnaval, mas como mais vale tarde que nunca é chegada a hora de comentar um dos livros mais votados aqui do Clube. Já surgiram comentários no post de escolha do livro, tal era a vontade de opinar.




Amado por uns odiados por outros, como é próprio das grandes obras, a indiferença aqui não tem lugar e os números não mentem. Que dizer desta quase sequela do brilhante (A Sombra do Vento) que continua em torno de cemitério de livros, escritores, romances, publicações e intrigas literárias?

Agucem as canetas da opinião e escrevam de vossa (in)justiça. Abram as comportas do sentimento lido e comentem a partilha interiorizada. Afinal, tudo não passa de um jogo, quer tenha anjos ou não!



P.S. - Não se esqueçam de ir sugerindo livros para serem votados para a próxima leitura.

09
Fev 09
Foi clara a decisão da maioria. Enquanto as últimas notas do Solista ainda se fazem ler, 60 em cada 100 membros deste Clube tomaram a sua decisão, sob a forma de 9 dos 15 votos.

Já antes pensado em emitidos bilhetes neste blogue, O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón vai ocupar as nossas mentes literárias nas próximas duas semanas. Aqui fica uma sinopse e um excerto:

SINOPSE:

Na Barcelona turbulenta dos anos 20, um jovem escritor obcecado com um amor impossível recebe de um misterioso editor a proposta para escrever um livro como nunca existiu a troco de uma fortuna e, talvez, muito mais.

Com deslumbrante estilo e impecável precisão narrativa, o autor de A Sombra do Vento transporta-nos de novo para a Barcelona do Cemitério dos Livros Esquecidos, para nos oferecer uma aventura de intriga, romance e tragédia, através de um labirinto de segredos onde o fascínio pelos livros, a paixão e a amizade se conjugam num relato magistral.




EXCERTO:

Um escritor nunca esquece a primeira vez em que aceita umas moedas ou um elogio a troco de uma história. Nunca esquece a primeira vez em que sente no sangue o doce veneno da vaidade e acredita que, se conseguir que ninguém descubra a sua falta de talento, o sonho da literatura será capaz de lhe dar um tecto, um prato de comida quente ao fim do dia e aquilo por que mais anseia: ver o seu nome impresso num miserável pedaço de papel que certamente lhe sobreviverá. Um escritor está condenado a recordar esse momento pois nessa altura já está perdido e a sua alma tem preço.


Relembro que todos os livros do Clube que já foram lidos, podem sempre ser comentados, bastando para isso escolher um dos links ali do lado direito. Bons comentários e ainda melhores leituras.

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Bilhete Radiofónico

 

BILHETE`S DIVER
EMÍLIO DO BILHETE
bilhetedeida@gmail.com
BLIHETES PUBLICADOS

 

 

 

Encontrar Bilhetes