Escritas do fundo do mar

27
Mai 10

Com lágrimas de saudade nos despedimos da Ifigénia que mesmo assim ainda aquece os nossos corações. O conto seguinte, por conseguinte, chega de Nova Iorque em pedalada de alto nível. Subtilmente cru deixa-se desenhar no nosso entendimento pela mão da Bárbara Guerreiro Nunes com o Vermelho Imperfeito.

 

As chapadas de realidade literária suscitam em qualquer leitor a vontade de gritar em direcção opinativa. Não é?! Então vá, unam a mão ao pensamento e teclem lá qualquer coisinha de índole crítica. Pedalemos!

 

 


Bilhetado por Brunorix às 16:59

28
Abr 10

Bicicletas com atraso regressam em pedaladas de fúria. Enquanto os tons de África ainda cheiram na página anterior, eis que nos chega o prazer da amizade anunciada em conto sem nó. A qualidade esperada, e ultrapassada, vem da pena criativa da Ana Oliveira com a Ifigénia a Marco António.

 

Se o prazer da leitura tivesse medidor, a escala de satisfação atingiria valores de recorde neste caso. Pedalem na direcção do prazer e não percam esta pérola da sintaxe imaginativa.

 

Bilhetado por Brunorix às 17:19

25
Mar 10

Ainda os mais religiosos enrolam e desenrolam terços assassinos e já os aromas de África em chávena de emoção quente, nos sobem pelas narinas da leitura. Se ao sétimo dia tudo ou nada acontece, ao sétimo conto mudamos o rumo da curiosidade. A ciclista que se segue é a Ana Prado com a Flor de Café.

 

Calma… não se atropelem que só temos um teclado mas há espaço para todos deixarem a sua opinião. O ritmo louco deste Clube deixa alguns sem pedalada para estas bicicletas. É tudo uma questão de treino!

 

 

 

 


10
Mar 10

Enquanto os trajes ainda se arrumam nas gavetas nossa memória a pedalada continua em tons de capítulo seis. Com a falsa modéstia que caracteriza este porteiro do vosso Clube, chegou a vez de me abrir a porta e deixar entrar um outro eu que me habita na alma. O autor que me sigo vem daqui mesmo e pomposamente (e com a mania da grandezas) inventou um nom de plume. Senhoras e senhores: Miguel Aragonez e o Homem de Deus.

 

Compreenderei a falta de vontade em opinar tão paupérrimo conto, mas não se esqueçam que sei onde moram e que perseguirei os membros do Clube um por um sem excepção (o que me deve demorar uns 5 minutos) se cometerem a OUSADIA de não se manifestarem! Isto sem qualquer tipo de pressão sobre a liberdade e os direitos de cada um. No entanto, já sabem que… e eu sei onde… e não se atrevam… e etc…

   

 


18
Fev 10
Com o tempo a roubar tempo para projectos bloguistas, os atrasos que por aqui passam são cada vez maiores, o que enche de tristeza os corações dos milhares de seguidores deste Clube e, sobretudo, o meu.

Justificações passadas, segue a saga do pedal. Depois de um golpe de enfermaria de índole verídico-ficcional, a quinta etapa da volta apresenta-se em trajes de experiência com Madalena Braz Teixeira a.k.a. Madalena Dalage e o Chapéu Preto de Buenos Aires.

Como sempre, o antes e o antes e os outros antes todos ainda se comentam. Pedalem!



 


Bilhetado por Brunorix às 10:46

28
Jan 10
Enquanto o mundo pula e avança as leituras prosseguem a bom pedalar. Depois de atravessar o Atlântico, a quarta etapa desta maratona do pedal segue pelas enfermarias da imaginação. O escritor pedaleiro que agora chega à frente é o Alberto Pereira com Carpe Diem.
 

 

Enquanto se deliciam, o sangue anterior continua fresco e comentável, aqui ou em qualquer favela. Siga!

 

Bilhetado por Brunorix às 19:12

20
Jan 10
A subjectividade temporal mantém-se (até aumentou) e os 3 em 3 dias são assim mesmo: difíceis! As complicações de visual ainda desajudaram mais, mas o importante é não parar de pedalar. A bicicleta seguinte veio do outro lado do Atlântico pelas mãos do Daniel Escobar com Arbítrio de Sangue.

Enquanto as bicicletas mudam de continente, o António Feliciano continua a ser comentado no capítulo anterior desta maratona do pedal. Caros ciclistas da leitura não percam as energias! Boa pedalura (leitura a pedalar? Pedalada a ler? - uma delas!).


 

 

 

 

13
Jan 10
Quem diz 3 diz 6. Toda a gente sabe que de 3 em 3 dias é um conceito de subjectividade temporal que pode variar entre os ditos 3 e outros tantos mais. Neste caso 6. Premissas à parte passemos à segunda bicicleta desta viagem de colectâneas. Segundo a ordem editorial da obra a autora que se segue é a Manuela Fabião com António Feliciano ou a Persistência da Memória.

O Abílio da Drogaria está passível de comentários no post anterior enquanto as delícias do pedal se fazem ao som deste próximo conto. Dentro de 3 dias (subjectivos, claro) lançaremos mais uma bicicleta e comentamos esta. Boas pedaladas!




07
Jan 10
Iniciado o ano e o frenesim do Clube (que continua modesto), arranca hoje a leitura do primeiro conto das Bicicletas para Memórias & Invenções 5. A primeira vítima dos milhares de leitores que seguem este Clube (e a modéstia é decididamente o tom deste ano) é o Manuel Alonso com O Abílio da Drogaria.

De 3 em 3 dias é lançado um novo conto e comentado o anterior. Os autores estão também convidados a vir alvitrar algumas considerações se tiverem tempo entre as sessões de autógrafos (eu não digo?! Que modéstia!).

Senhoras e senhores: está oficialmente aberta a época do pedal!




29
Dez 09
Felizes as coincidências que afinal existem e transformam as votações mais inocentes em montras de escrita. A maioria decidiu, está decidido! Sem qualquer pressão, os livres votantes votaram.

As vicissitudes implícitas à obra em causa, implicam uma gestão diferente e, por isso, como foi até sugerido, serão lidos todos os contos de per si, cada um com direito a comentários, criticas, sugestões, arrasos (poucos), teorias, opiniões, etc.

Cada um dos autores fica desde já convidado a participar e a opinar também. Bicicletem-se!




P.S. Como a altura é festiva e pouco bloguista, lanço o primeiro conto em Janeiro. Até lá, despeçam-se do que não interessa e abracem o novo ano como acharem melhor!
Bilhetado por Brunorix às 19:41

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Bilhete Radiofónico

 

BILHETE`S DIVER
EMÍLIO DO BILHETE
bilhetedeida@gmail.com
BLIHETES PUBLICADOS

 

 

 

Encontrar Bilhetes