Escritas do fundo do mar

24
Mar 10

Amigos, ou não,

 

A amizade perde o valor que se pensa que tem a cada passo de surpresa. Nos verdadeiros momentos é que revelamos o âmago da nossa existência. Salve-se quem puder?! Pode ser, mas avisem. Os abraços de esforço que demos ao longo do caminho esfumam-se na primeira revelação. As fotos da verdade ficam na memória. Passou à história. Passou mas são páginas de um álbum que fica na prateleira.

 

O jardim em que cresceu o nosso entendimento murchou algumas circunstâncias e carece de água da vida. A pele seca ao sol da vergonha e estalou na ocasião. Agora só com cremes de consolo e banhos de partilha. A descontracção da queda do próximo é o assobio para o ar que não esperava ouvir. Gravei a música.

 

As cores da nossa viagem perderam o brilho das paletes de outrora. Continuaremos a pintar questões e ideias. Só as telas é que não são da mesma confiança.

 

O abraço de sempre (com amizade mais clara),

M. Logrado


 

 

Bilhetado por Brunorix às 13:47

Mais do que qualquer irritação, o sentimento é tristeza, não é? Um bocadinho qualquer que se parte cá dentro...é pena, mesmo, mesmo.
Anónimo a 25 de Março de 2010 às 13:29

Elááá... quem é que te fez mal pâ!?

Isso está violento!!!!
João Araújo Gomes a 25 de Março de 2010 às 15:36

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
16
17
18
20

21
22
26
27

28
29
30
31


Bilhete Radiofónico

 

BILHETE`S DIVER
EMÍLIO DO BILHETE
bilhetedeida@gmail.com
BLIHETES PUBLICADOS

 

 

 

Encontrar Bilhetes