Escritas do fundo do mar

04
Jul 08
Stan Lee apresenta: JUSTICEIRO INCONFORMADO!

Ainda influenciado pelos perfumes da Marvel recente, renovo os meus desejos de super-poderes. A vontade de fazer justiça incógnita pelas minhas próprias mãos, cresce na vontade da minha raiva.

Acalento da criança em mim, o voar mais alto da vida. Numa batalha de esperança, chamava a mim todas forças do universo e justiçava! Justiçava muito, até me doerem as asas da concretização.




Fazia da minha capa de inconformado, a espada da verdade e cortava, cortava, cortava até não poder cortar mais. Apertava o pescoço dos mais parvos até à rouxidão e quando tivessem os pés no ar, abanava-os até partirem pela costura da irritação, atirando depois a vitória contra a parede.

Usava o super-poder do sonho para perscrutar na realização das vontades, com a visão raio-x analisava a maldade dos pensamentos alheios, com a minha sensorialização super poderosa antevia as jogadas idiotas dos que me rodeiam e depois… depois aplicava castigos só com o poder da mente! De vez em quando também distribuía umas galhetas bem dadas. Já tenho uma longa lista de candidatos!

Ou então não! Vestia o meu super-fato e saía por aí super-orgulhoso com o meu super-ar-super! Tipo este... O Super-Parvo! Que olhar ameaçador...


Bilhetado por Brunorix às 12:49

Um super texto, duma super-raiva? "O desespero é fácil, tal como esperar", Jorge de Sena
Super-calma, super-herói!
f
Anónimo a 4 de Julho de 2008 às 13:16

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
16
19

20
22
24
26

27
29


Bilhete Radiofónico

 

BILHETE`S DIVER
EMÍLIO DO BILHETE
bilhetedeida@gmail.com
BLIHETES PUBLICADOS

 

 

 

Encontrar Bilhetes